Você tem gerido a si próprio?

Nos dias de hoje, tem se falado muito em autogestão, pessoas cada vez mais buscando adquirir competências que são cruciais para o sucesso profissional, o aumento no investimento em formação técnica, e tudo isso para cada vez mais evoluírem na carreira.

 

Porém, o que se tem percebido é que, a medida em que a concorrência tem aumentado para tornar-se um   profissional

modelo, por outro lado tem-se também um distanciamento com relação ao cuidado em gerir a si próprio. Muitas pessoas têm gasto energia apenas com questões inerentes ao trabalho e estão esquecendo de viver a própria vida.

 

Tenho conversado com muitas pessoas que de fato, estão muito preocupadas em evoluir profissionalmente, porém, quando pergunto a quantas andam a sua satisfação pessoal e sua vida como um todo, percebo um certo desconforto: elas não estão preparadas para gerir a si mesmas….

 

Sob o estresse ou desmotivação, por exemplo, muitas vezes a pessoa não sabe como contornar tal situação e leva consigo uma infelicidade e uma insatisfação pessoal por tempos a fio, tentando minimizar essa condição com o aperfeiçoamento do trabalho. Outra percepção é a falta de tempo que, além de ser uma constante, faz com que as pessoas sempre deixem de estar com a família ou fazer algo que goste muito, por exemplo, por priorizar sempre aquilo que traz benefícios para outras pessoas.

 

Mudar de hábito é algo que exige atitude e coragem para encarar novos cenários, mas deixo aqui a seguinte dica: não procrastine sua vida. Quando se quer muito que algo diferente aconteça, este algo depende única e exclusivamente de você. Quem não arrisca vive sempre a mercê do que vier, e nem sempre o que vem é aquilo que se espera. Cuide da sua vida, como você cuida do seu trabalho e vice-versa. Procure fazer diariamente coisas que te tragam alegria e satisfação. O passado não volta mais e o presente, é agora. Por isso, desde já assuma o controle da sua vida como um todo. Viva!

 

Agora é com você!